Michel o Especialista que surpreendeu o presidente

Hoje nós vamos te contar a história do Michel Pereira dos Santos. Sua trajetória  com o aprendizado da língua inglesa , quais foram seus maiores desafios e como ele  se habilitou  para chegar preparado  para fazer uma apresentação ao presidente da Honda.

Michel começou a carreira na Honda há 18 anos no ano de 2002, com apenas 19 anos de idade, atuando dentro do  departamento de logística como auxiliar de produção, era responsável pela preparação das peças para serem enviadas às linhas de produção de motocicletas. “ Era fantástico porque recebíamos peças de todos os continentes, e devido a isso, dava pra ter uma noção do percurso das peças até chegarem a nossas mãos”. Em 2006  ele foi  convidado para integrar o time de novos modelos da logística, onde lá, pode evoluir  bastante profissionalmente em termos de desenvolvimento de produtos novos e dos processos de fabricação, pois a relação era constante com quase todas as áreas da fábrica , além disso, como nos contou, teve  a oportunidade de conhecer outras 6 unidades da Honda pelo mundo. Em agosto de 2017, recebeu o convite para fazer parte do time de lanejamento estratégico da fábrica, onde atua  até hoje como especialista de planejamento industrial. “Confesso que a visão da fábrica é mais ampla nesse atual setor, e os desafios são diários. Você precisa estar bem alinhado com os objetivos da empresa e em constante busca por conhecimentos e atualizações.”

É comum da empresa  em viagens  a outros países, sempre levarem  intérpretes, Pereira disse que isso de certa forma os deixa confortáveis em relação a comunicação em outra língua . “Mas às vezes durante as viagens enfrentávamos algumas situações onde nós precisávamos do inglês para se comunicar, como em jantares, aeroportos, hotéis, eu lembro que algumas situações foram bem embaraçosas.” A  relação de Michel  com o idioma inglês efetivamente começou em 2017, quando ingressou no setor de  Planejamento Estratégico, pois os relatórios eram quase todos em inglês, esse então era o grande desafio dele. Em 2018 começou a estudar na Embassy e a se dedicar completamente ao idioma pois precisava entregar seus resultados no setor. No ano de  2019 Pereira já se sentia seguro para  enviar e-mails escrito em inglês como “invites” para reuniões, e-mails a  expatriados ou ainda  pequenas mensagens para as  unidade em São Paulo. Já no segundo semestre de 2019 começou a fazer reuniões periódicas com seus gestores, onde teve o apoio fundamental para ir mais além, estabelecendo assim que a partir de dezembro de 2019 falaria em inglês nas reuniões com os  VPs, ele lembra  que ainda fez um “opening” de uma reunião em inglês.  “Já em 2020, infelizmente tivemos que priorizar outros assuntos devido a toda essa onda da pandemia, porém continuei minhas aulas online na escola durante todo esse tempo.”

Michel nos revelou que aproveitou o esse período que ficamos em casa e  estudou bastante, assistiu a muitos filmes e ouviu  podcast em inglês, além de assistir  as aulas remotas  regulares da Embassy. Retornando as atividades na Honda no final de Maio, Pereira percebeu  que as reuniões estavam acontecendo todas online, e alguns gestores já estavam apresentando em inglês, pois era preciso agilidade nas reuniões com os vices presidentes. “Então pensei bom já estou atrasado com a minha meta. Nessa hora tomei a seguinte decisão: Na próxima reunião que envolver os vice-presidentes, vou falar em inglês. Tracei o plano, conversei com os meus atuais e antigos gestores, fizemos um teste um dia antes e foi (risos). Fiquei um pouco nervoso, mas deu certo. Agora que comecei não posso parar. O sentimento é de muita gratidão a todos que tem me ajudado nesse processo tanto na Escola Embassy através dos treinamentos, como no ambiente de trabalho através do desenvolvimento, sobretudo a minha família que me apoia bastante quando compartilho as experiências em casa.”

Pereira diz que não existe coisa melhor do que você exercitar  e  poder aplicar os conhecimentos da língua inglesa  no seu dia-dia. Em relação ao acontecimento de fazer uma apresentação em inglês pela primeira vez, ele conta que recebeu alguns feedbacks positivos de amigos do trabalho, pelo fato de ter se auto desafiado. “Particularmente a sensação é de alegria por ter começado a falar em inglês no ambiente corporativo, mas tenho consciência que ainda tenho muito chão pela frente. Pretendo continuar estudando e aplicando no meu dia-dia tudo o que venho aprendendo na escola.”

“Muito obrigado a Embassy pela oportunidade de compartilhar essa experiência.”

Uma resposta para “Michel o Especialista que surpreendeu o presidente”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *