Veja como a Bella Andrade conseguiu uma Bolsa de Mestrado em Portugal.

Quem acredita sempre alcança. Claro que no meio do caminho vamos encontrar dificuldades. A vida não é fácil e quem falou que seria ? Não existe uma bula ou uma cartilha ensinando todos os passos para alcançar o sucesso.

Veja como a Bella conseguiu uma Bolsa mestrado em Design em Comunicação em Portugal.

Isabella Andrade se formou em  Publicidade e Propaganda na Falcudade Martha Falcão (FMF) no fim de 2019 e mesmo antes de concluir a graduação já estava focada em fazer mestrado. No começo de 2020 se inscreveu para concorrer a uma bolsa de Mestrado em Design e Comunicação em Portugal na cidade de Porto.

Ao fim do processo, Bella foi informada que iria participar de uma Conferência mais a seleção seria totalmente em inglês, como de praxe, Bella conta que ficou bastante apreensiva. Bella recorreu a Embassy e recebeu o preparamento necessário para passar por todo o processo em vigor.

Desde pequena, Isabella já estudava a língua inglesa  mas descobriu sua paixão pela língua na passagem da adolescência para a juventude ao perceber o quanto a fluência na mesma era requisito para quem curte filmes, músicas séries e etc., que é a língua das viagens, negócios e turismo .

O corpo de  docentes da Embassy tomou todos os cuidados para proporcionar aulas dinâmicas e personalizadas às necessidades de Bella  e também em conversas descontraídas buscou sempre a manter relaxada visando amenizar o nervosismo da candidata ao mestrado.

Já em entrevista com a banca de seleção para o  mestrado, Bella contou que “estava relaxada e que o nervosismo de não ter um inglês perfeito tinha sumido, sem contar que todos da banca foram super tranquilos e amigáveis”.

Em conversa com a CEO da Embassy, Ana Paula Petrosino – a Isabella disse está muito feliz com o mestrado, que além de ser uma realização pessoal  vai lhe abrir portas profissionais e que o inglês não só contribui para essa conquista como também lhe dá “asas” para voar para além das fronteiras de Portugal. 

“As aulas de mestrado serão todas em inglês, e graças a toda minha vivência posso aproveitar essa oportunidade de estudar fora e estou  completamente feliz pelas aulas serem em outro idioma e isso não ser um problema pra mim”.

A mulher que sonhou em trabalhar na Harley Davidson

Ana-Mercedes_Embassy

Todos nós temos sonhos, e Ana Mercedes é a combinação perfeita de que quando  alinhamos nossas pretensões a dedicação e esforços, alcançá-los fica mais fácil.

Ana Mercedes, mulher amazonense, 55 anos mãe de 2 filhos, Contadora atuando dentro de pequenas grandes empresas em Manaus há mais de 25 anos. Começou sua trajetória profissional aos 15 anos trabalhando na Gradiente onde sempre teve vontade de trabalhar, ficando lá por 8 anos. Trabalhou em várias outras empresas por cerca de dez anos e então voltou a trabalhar na Gradiente novamente, onde durante esse período cursou a graduação e pós-graduação  permanecendo outros 8 anos nesta empresa.

Já trabalhando em outras empresas, Ana começou a perceber o quanto a proficiência da língua inglesa era requisitado e que para alcançar a vaga tão sonhada em uma multinacional ela necessitava do inglês e a falta deste no currículo dificultava sua promoção ou ainda a entrada em uma multinacional, foi então que a 4 anos atrás , já com uma carreira de contadora consolidada dentro de uma empresa, Ana percebeu que para alcançar o sonho de atuar dentro de uma multinacional ela necessitava d aprender inglês.

Como grande parte das pessoas, Ana já tinha tido um contato quando criança com a língua e que não era o suficiente para lhe levar a alçar voos mais altos. Foi quando procurou a Embassy, em conversas com a CEO nos corredores da escola, Ana contou que seu grande sonho era trabalhar na Harley Davidson.

Com um sonho a vista e material de aprendizado da língua inglesa personalizado às suas necessidades Ana retomou os estudos da língua. A pouco mais de 4 meses, Ana recebeu uma proposta para participar de um processo de seleção e brincou que só aceitaria caso fosse na Harley Davidson, para sua surpresa a vaga era para a multinacional.

Ela não poderia estar mais feliz, com o inglês em dia, Ana contou com todo o suporte dos professores de Embassy no Job interview, passou por todos os processos necessários e conseguiu a vaga. “Eu consegui, estou onde eu queria estar e tenho muito a agradecer a Embassy, com certeza o inglês é muito importante”. 


quero-ingles-embassy

Por onde eu começo a escrever o meu CV em inglês?

Similarmente a um CV em português, um currículo em inglês possui “headings” muito parecidos com os que encontramos ao escrever sobre nossa carreira  para pleitear a vagas disponíveis no mercado.

Abaixo compartilho algumas dicas de como você pode redigir seu CV se preparando para as melhores oportunidades que normalmente são encontradas na internet com descrições em inglês.

É importante mencionar que além de ter o seu “resumé” ou CV em inglês, habilidades como fala, escrita, compreensão auditiva e leitura não podem ser deixadas de lado, afinal o mercado sempre está buscando profissionais que dominam completamente o idioma, não só uma ou outra habilidade.

Estruture seu currículo com os principais “headings’ como os abaixo.

Personal Info

Summary

Position

Experience

Education/ Qualifications

Skills

Interests

References

Comece escrevendo suas “personal info”, ou seja, suas informações pessoais como nome, telefones para contato, endereço, email, redes sociais, preferencialmente as profissionais como linked-in e Skype.

Na parte summary, faça um pequeno resumo sobre quem você é, o que te inspira profissionalmente e quais são as suas motivações profissionais no momento.

Algumas pessoas escrevem a posição ou “position” que eles desejam mas não é uma regra, afinal quando você se candidata a um posto, o recrutador sabe qual é a vaga a qual você está se candidatando.

Já em experience, você precisa, resumidamente, mencionar os nomes das empresas por onde passou, os cargos que você ocupou, o que exatamente realizava em cada uma dessas posições e o período em que permaneceu na vaga.

Para falar sobre sua vida acadêmica, use o heading “education” ou “qualifications”. Nesta sessão você poderá incluir suas graduações, cursos de extensão, MBAs, pós graduações, mestrados, doutorados… Se a lista de qualificações for muito grande, seja sucinto,  enumere as principais e que estejam relacionadas à vaga que você está buscando.

Use a sessão “skills” para falar sobre suas habilidades como idiomas que fala, sistemas ou processos que você domina. Alguns candidatos usam imagem para demonstrar o grau de domínio na habilidade, por exemplo: proficiente, avançado, intermediário,

elementar ou básico/ iniciante, no caso da língua inglesa.

Em um processo de entrevista há muito interesse do entrevistador em saber mais sobre você, então é recomendável que você inclua coisas que você gosta de fazer. Use a sessão interests para isso. Exemplos incluem atividades esportivas, leitura, cinema, viagens… O mais importante é escrever sobre o que você realmente gosta e mostrar consistência durante todo o processo de entrevistas.

Para dar respaldo a toda a informação que você está fornecendo, inclua suas referências profissionais, preferencialmente mais de uma mas não uma lista enorme.

Caso deseje receber um modelo de CV em inglês, CLIQUE AQUI.

Boas oportunidades!

Ana Paula Petrosino

Maio de 2020

Fale com nosso time comercial AQUI e matricule-se hoje na escola número 1 no ensino do idioma pra negócios e fins profissionais.