Governo do Japão oferece bolsas de estudo a brasileiros

Brasília – Para quem quer estudar fora do Brasil, adquirir conhecimento e ainda conhecer uma nova cultura, uma boa oportunidade será ofertada pelo governo do Japão. A partir de maio serão abertas inscrições para o programa anual de bolsas de estudos para estrangeiros.

As bolsas oferecidas em instituições japonesas, por meio do Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão, serão para cursos de graduação, escola técnica, curso profissionalizante e pesquisa acadêmica (pós-graduação).

O programa de bolsas inclui o pagamento da passagem aérea, isenção de taxas escolares e ajuda de custo mensal. A partida dos selecionados está prevista a partir de abril de 2020

Seleção

Para o programa de pesquisas, as inscrições vão de 2 a 29 de maio. Podem se candidatar pessoas com ensino superior completo e idade máxima de 34 anos em abril de 2020. No caso das bolsas de graduação, escola técnica e curso profissionalizante, serão aceitos candidatos com ensino médio concluído até 2019 e com até 24 anos de idade em abril de 2020. As inscrições vão de 3 a 28 de junho.

O calendário vale para candidatos que morem no Distrito Federal, Goiás e Tocantins. Os candidatos de outras regiões devem consultar informações no consulado local.

O processo seletivo inclui uma prova de língua japonesa, uma de língua inglesa, avaliação de projeto de pesquisa e uma entrevista.

Outras informações sobre as inscrições e detalhes do programa estão disponíveis no site da Embaixada do Japão.

Pulicado originalmente em:
https://d24am.com/educacao/governo-do-japao-oferece-bolsas-de-estudo-a-brasileiros/

TOEIC ou TOEFL? Qual a certificação ideal para você?

Entenda aqui a diferença entre TOEIC e TOEFL, qual vale mais a pena fazer, qual o mais fácil e demais informações.

TOEIC ou TOEFL?

Primeiro vamos aos nomes. Portanto, anote aí que:

  • TOEFL é a abreviação de Test oEnglish as a Foreign Language [Teste de Inglês como Língua Estrangeira]; e,
  • TOEIC é a abreviação de Test oEnglish for International Communication [Teste de Inglês para Comunicação Internacional].

Ambos testes são de propriedade da ETS (Educational Testing Service), empresa americana responsável pelos principais testes aplicados nos EUA. São eles quem aplicam testes parecidos aos nossos vestibulares em terras americanas. Alguns desses exames são SAT, GMAT, PRAXIS, MAPP, SIR II, entre outros. Como a ideia aqui é entender se vale a pena o TOEIC ou TOEFL, então vamos focar só neles.

TOEIC: um resumo

TOEIC é um teste voltado mais para a área de negócios. No entanto, atualmente mais de 5000 instituições [educacionais, empresas, multinacionais, governamentais, etc] aceitam esse exame como uma forma de admissão em seus programas ou cargos. Além disso, há empresas (multinacionais e grandes conglomerados) que utilizam o TOEIC para avaliar o progresso de seus colaboradores estrangeiros que não têm o inglês como língua materna.
O TOEIC  é composto de 200 questões, sendo 100 de compreensão auditiva e 100 de leitura. A ETS está aos poucos implantando as versões de escrita e fala ao TOEIC. Ou seja, muito em breve o candidato será avaliado em todas as competência comunicativas: fala, audição, escrita e leitura. Eles estão assim procurando atender as demandas do mercado no que diz respeito ao conhecimento da língua inglesa.

TOEFL: um resumo

Já o TOEFL, certamente o exame mais conhecido, é exigido principalmente por faculdades. Ou seja, enquanto o TOEIC tem um perfil mais corporativo (business), o TOEFL fica mais no perfil acadêmico (education). As faculdades, não só nos EUA mas também em vários outros países, costumam exigir de estudantes estrangeiros essa certificação. Cada faculdade pode estabelecer os critérios de nota exigida levando em conta o curso que a pessoa deseja entrar.

Dessa forma, o áudio e os textos neste exame são mais acadêmicos. O candidato ao TOEFL deve suportar uma maratona de 4,5 horas de prova, durante este período será avaliado nas 4 habilidades linguísticas: compreensão auditiva [listening], leitura [reading], expressão oral [speaking] e expressão escrita [writing]. O candidato deve, portanto, estar bem preparado para enfrentar este período de exames e assim alcançar uma boa nota (ou pelo menos a nota exigida pela faculdade que deseja ingressar)

TOEIC ou TOEFL: conclusão

Essas são as principais diferenças entre TOEIC e TOEFL. De forma bem resumida, o TOEIC é muito mais exigido no mundo corporativo e o TOEFL no mundo acadêmico. 

Saber qual você deve fazer dependerá dos seus objetivos. Isto é, se você quer fazer uma pós-graduação no Estados Unidos deverá obter o TOEFL. Caso a ideia seja se candidatar a uma vaga de gerente na Proctor & Gamble, então o melhor é ter o TOEIC. Para ter mais certeza sobre qual exame tirar é sempre recomendável ler os requisitos do programa educacional ou da vaga à qual você estará se candidatando. As universidades e  empresas sempre dão informações sobre isso.

Para encerrar, saiba que não tem essa de um ser mais fácil que o outro. Afinal, são exames que avaliam o seu nível de conhecimento da língua inglesa. Portanto, o segredo é estudar para se sair bem tanto em um quanto em outro.

Espero ter esclarecido um pouco sobre as diferenças entre TOEIC e TOEFL e, claro, ajudado você a decidir entre TOEIC ou TOEFL. Caso tenha mais dúvidas a respeito, visite o site da ETS e compare as informações dadas diretamente por eles.

Se você quiser mais informações, acesse nossas redes sociais para assistir um vídeo explicativo sobre as certificações!

Até a próxima!