Afinal, o que é ser produtivo?



Agora que sabemos que produtividade significa fazer as coisas certas – se não, CLICA AQUI pra ler nosso primeiro post – precisamos entender como priorizar as tarefas que importam e, desta forma, não cometer o erro clássico de“fazer por fazer”.
O primeiro passo é escrevendo uma lista de todas as suas tarefas e classificando-as em quatro categorias: importante, não importante, urgente e não urgente. Isso trará clareza do que de fato é importante e deve ser feito na ordem que faça sentido e tenha relevância.


O ideal é que esta análise se torne uma rotina diária ou, no máximo, semanal. Para torná-la mais fácil, uma dica é desenhar a matriz na parede ou em um quadro e organizar as tarefas com post-its.
Importante: a Matriz de Eisenhower pode ser destrinchada em dezenas de detalhes técnicos.
Para não esquecer…
Produtividade não significa “se matar” para concluir o máximo de tarefas em pouco tempo, mas sim priorizar apenas aquelas que importam e, com isso, trabalhar menos.
E não sou só eu que penso dessa forma:

“AS COISAS IMPORTANTES RARAMENTE SÃO URGENTES, E AS URGENTES RARAMENTE SÃO IMPORTANTES. COMO UM EMPREENDEDOR, É MUITO FÁCIL CAIR NA ARMADILHA DE ESTAR SEMPRE OCUPADO, MAS FAZER MUITAS COISAS NÃO É O QUE IMPORTA.” – TIM FERRISS
 
“NÃO É MUITO DIFÍCIL FAZER MUITAS COISAS. O MAIS DIFÍCIL É SABER ESCOLHER O QUE FAZER.” – ELBERT HUBBARD
 
“A VIDA É LONGA SE VOCÊ SABE INVESTIR SEU TEMPO NAQUILO QUE REALMENTE IMPORTA” – SÊNECA
Para entender melhor como (e por que) focar nas coisas certas pode ser o que falta para você encontrar a felicidade (ou pelo menos mais tranquilidade no seu dia a dia)  deixamos o link para você baixar um ebook .

CLIQUE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *